7 de agosto de 2017

Programação durante as Férias

        Visita a Itanhaém, cidade do litoral sul de São Paulo onde viveu São José de Anchieta, por quarenta e quatro anos.
Além de desfrutar da beleza do panorama marítimo, as participantes do Projeto puderam visitar alguns locais abençoados pela presença do grande apóstolo do Brasil e conhecer detalhes interessantes a respeito de sua vida. Assim, o passeio acabou sendo, de certa forma, uma animada aula da História de nosso País e um incentivo a valorizar mais a epopeia desse glorioso evangelizador.






         Nossa Senhora do Bom Sucesso 
             No mês de julho, aproveitando os dias de férias escolares, as participantes do Projeto puderam conhecer a apaixonante e infelizmente desconhecida história da devoção a Nossa Senhora do Bom Sucesso, que teve sua origem num país vizinho ao nosso, o Equador. Através de exposições e teatros, essa bela história foi apresentada às jovens que, cheias de expectativa, acompanharam as breves encenações sobre a vida de Madre Mariana de Jesus Torres e a milagrosa confecção da imagem de Nossa Senhora.

        Qual é a história desta devoção? 

       Mariana de Jesus Torres,religiosa concepcionista,chegou ao Equador em 1576,quando ainda era menina, acompanhada de sua tia, Madre Maria de Jesus Taboada, a qual viera à América com a intenção de fundar um convento. Junto com elas viajaram várias outras religiosas espanholas, as quais se fixaram em Quito, cidade pequena naquela época.
 Mais tarde, Madre Mariana de Jesus Torres foi eleita abadessa do convento e passou a ter extraordinárias visões e revelações de Nossa Senhora.
Como surgiu a imagem?

Numa das aparições, a Santíssima Virgem pediu a Madre Mariana que mandasse fazer uma imagem sua, em tamanho real. Para cumprir o desejo da Santíssima Virgem era preciso tirar suas medidas. Então Nossa Senhora, para auxiliar Madre Mariana, segurou na própria fronte uma das pontas do cordão franciscano que a religiosa trazia na cintura, deixando o restante do fio pendendo-lhe ao longo do corpo, obtendo-se, assim, sua altura exata.
        
A confecção da imagem foi confiada a um escultor local, Francisco Del Castillo, indicado pela própria Virgem Maria.
 Certo dia, o artesão saiu à procura de verniz e de tintas de melhor qualidade para a confecção da fisionomia da imagem. Quando não foi sua surpresa quando, ao retornar ao convento e subir ao coro da igreja, onde estava sendo esculpida a imagem, deparou-se com a obra concluída! Estava magnífica!
Depois se verificou que nenhuma mão humana havia terminado a imagem, pois durante toda a noite a igreja permanecera fechada. De fato, Madre Mariana teve uma visão na qual os três Arcanjos – São Miguel, São Gabriel e São Rafael – concluíam a imagem que tão devotamente veneramos até os dias de hoje.




Imagem Venerada em Quito





7 de julho de 2017

Corpus Christi

     A Solenidade de Corpus Christi é uma festa litúrgica instituída pela Igreja para comemorar, homenagear a presença real de Nosso Senhor Jesus Cristo no Santíssimo Sacramento. Daí o nome Corpus Christi.
    As jovens participantes do Projeto Futuro e Vida, cheias de entusiasmo em um agradável convívio ajudaram na elaboração de bonitos tapetes para a precisão com o Santíssimo Sacramento; além de terem aprofundado sua devoção ao Sagrado Coração de Jesus em diversas reuniões e apresentações teatrais vendo assim o quanto Ele enche de Júbilo e de satisfação espiritual as almas que Lhe são devotas, os corações que se abrem a sua bondade infinita. 


Entrega de lembranças



Jogos
 

22 de maio de 2017

Festa do Dia das Mães


O Projeto Futuro e Vida não poderia deixar tão bela data, o dia das Mães, sem uma homenagem!
A festividade teve início com a Santa Missa, seguida de uma apresentação musical elaborada com muito esmero. Houve uma homenagem à Mãe de todas as mães, Maria Santíssima, com uma solene coroação. Depois, foram sorteados vários prêmios, dentre os quais um quadro de Nossa Senhora de Fátima e outro de Nossa Senhora do Bom Conselho.
Para tornar mais viva a comemoração, foi representada uma peça teatral baseada num fato real ocorrido com uma monja, que esquecendo-se de que tudo o que acontece é permitido por Deus e para o nosso próprio bem, abriu as portas da alma para a desolação e o desespero. A infeliz fez ouvidos surdos às inspirações do Anjo da Guarda, virando as costas a Deus e deixando de rezar. Isso foi o começo de uma terrível decadência, cujo termo final foi a entrega de sua alma ao demônio em troca de fama e prestigio.
Entretanto, não há pecador tão miserável que, recorrendo à Mãe de Deus, Ela Se recuse a socorrer. Quando a pobre monja caiu em si e arrependeu-se do que tinha feito, rezou a Maria pedindo forças e afinal conseguiu confessar. Ao ajoelhar-se para cumprir a penitência, percebeu que a imagem de Nossa Senhora lhe sorria e se inclinava para abençoá-la.
Contudo, um fato a inquietava: ao entregar sua alma ao maligno, havia ela assinado um pergaminho com o próprio sangue, e o demônio guardava tal documento em seu poder. Maria Santíssima então se lhe manifestou e comunicou-lhe que iria, Ela mesma, em busca do pergaminho. Por três dias e três noites, os fiéis daquela igreja viram a religiosa rezando diante do altar vazio. No final da terceira noite, Nossa Senhora voltou trazendo nas mãos o pergaminho, que arrancara pessoalmente das garras do maligno, nas profundezas do inferno. Após receber a Sagrada Comunhão, a monja fez a ação de graças diante do altar de sua queridíssima Mãe e ali mesmo entregou sua alma a Deus.
          Com esse fato vemos que nenhum pecado, por pior que seja, é capaz de vencer a poderosa intercessão de Nossa Senhora. Isso nos ensina que devemos saber recorrer a Ela com confiança sem limites...!

          Após a apresentação teatral, foi servido um saboroso lanche, durante o qual todos puderam conviver num ambiente de muita alegria, encerrando assim essa tarde tão abençoada.  
Veja as fotos da festa aqui.